Banho de Sol


O leite materno é rico em vitamina D. Porém, a princípio, essa vitamina fica inativa no organismo do bebê. O banho de sol é responsável por ativá-la para que ela seja sintetizada e proporcione a absorção de cálcio, fundamental para o desenvolvimento e crescimento dos ossos.
O bebê deve tomar sol diariamente ou, pelo menos, três vezes por semana, logo nos primeiros dias de vida.  O horário indicado para levá-lo é quando a radiação está mais fraca, isto é, antes das 10h da manhã ou após as 16h.
O ideal é se mantenha o bebê cerca de vinte minutos sob o sol, dez minutos de barriga para cima e dez minutos de barriga para baixo. Com o avançar dos meses, esse tempo vai sendo aumentado gradativamente até o máximo de uma hora. O sol, no caso, não é para bronzear, e sim para ativar a vitamina D
Pode ser feito em casa, na varanda, playground aberto, praia, lagoa, enfim em qualquer lugar calmo e tranquilo.
Durante o banho de sol, o bebê deve ficar só de fraldinha, para que a maior parte da superfície corporal fique exposta. O uso do chapéu, entretanto, é importante para proteger seu rostinho. O uso do protetor solar em bebês de até seis meses de idade não é recomendado. A pele, nessa idade, é fina e sensível, e o produto pode provocar alergia e irritação.
A falta de vitamina D na alimentação ou a insuficiente exposição aos raios solares pode causar raquitismo na criança. Esta doença do tecido ósseo, que ocorre durante a fase de crescimento, é caracterizada por inadequada mineralização dos ossos por falta de vitamina D ativa.
Por isso, a exposição ao sol, com cuidado e proteção, é essencial para o desenvolvimento e crescimento do bebê, lembrando sempre de mantê-lo hidratado durante esses momentos de prazer e diversão para mãe e filho.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *